domingo, 10 de abril de 2011

A história da Música "Canção de Amor". Lúcio Alves não quis, Elizete sim.

Curiosidades da MPB.

“Saudade,
torrente de paixão,
emoção diferente,
que aniquila a vida da gente,
uma dor que eu não sei de onde vem...”

Já comentei, neste blog, uma considerável quantidade de músicas que foram inicialmente recusadas por cantores famosos e que outros artistas, com maior senso de oportunidade, gravaram e obtiveram grandes sucessos. "Canção de Amor", um belo e melancólico samba canção composto por Chocolate (foto esquerda) ,em parceria com Elano de Paula, (foto à direita) gravado em 1950, é mais um exemplo de obra rejeitada que se transformaria em grande sucesso, sendo responsável em alavancar a carreira de uma grande cantora. 

O samba, conta Chocolate, foi oferecido a Lúcio Alves que, de acordo com o compositor, “passou três meses e não deu nem pelota” e continuou: “até que uma cantora que trabalhava na Guanabara, Elizete Cardoso, começou a pegar no meu pé ‘Eu quero o samba... Eu quero o samba... ’ Eu dei o samba para ela... tinha que ser dela mesmo”. Desta forma, a música que foi recusada por Lúcio Alves, ironicamente, ficou imortalizada na voz da Divina. Hoje, faz parte do cancioneiro brasileiro. A música chegou a ser tema da Minissérie JK, da Rede Globo.

Comento: Outra curiosidade da canção: Elano de Paula, o autor da letra, é irmão mais velho do comediante Chico Anísio. Já o autor da música, Dorival Silva, o Chocolate, não era músico  por formação, por este motivo, sua extrema sensibilidade musical era externada por meio da imitação do som de um suposto instrumento pessoal, conforme contou Chico Anísio: “... Chocolate não tocava nenhum instrumento, ele tocava poió, ele dizia: Popoió, poió, poió, pó poió...”. Desta forma, compôs vários sucessos, como o samba-canção "Vida de bailarina", com Américo Seixas, gravada por Ângela Maria e também por Elis Regina, “Hino ao Músico”, com letra reivindicada por Chico Anísio e "Triste melodia", parceria com Di Veras, gravado por Cauby Peixoto, dentre tantas outras. “Hino ao Músico” ficaria famosa ao se tornar prefixo do programa Chico Anísio Show.

Chocolate, falecido em 1989, também era comediante e atuou por muitos anos na Praça da Alegria, Elano Viana de Oliveira Paula é cearense de Maranguape, é escritor e um bem sucedido empresário. Mora, atualmente, em Fortaleza.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário