domingo, 1 de maio de 2011

“Deusa da minha Rua”. A música que Sílvio Caldas não queria.

Curiosidades da Música Popular Brasileira.

Já citei, aqui, neste blog, vários casos interessantes de grandes sucessos que foram desprezados por cantores famosos e gravados por outros com maior senso de oportunidade. 

Com efeito, a história da MPB está cheia desses exemplos. O cantor Sílvio Caldas poderia ter engrossado essa estatística e amargado a perda de um dos seus maiores sucessos, não fosse a obstinação do compósito Newton Teixeira (foto). O grande seresteiro não se mostrava muito interessado em gravar “Deusa da Minha Rua”, música do próprio Teixeira e letra de Jorge Faraj, e só cedeu, segundo conta o musicólogo Jairo Severiano, depois de praticamente ser arrastando do Café Nice, por Newton ,para gravar nos estúdios da Victor. 

O fato aconteceu em 1939. A insistência do autor da música rendeu grandes frutos a Sílvio Caldas. “Deusa da Minha Rua” transformou-se rapidamente em um dos maiores sucessos da MPB, foi regravada dezenas de vezes por cantores e cantoras famosas e é cantada até os dias de hoje pelos amantes da boa música. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário